Procedimentos

Endoscopia Digestiva Baixa

Endoscopia Digestiva Baixa

  • Colonoscopia

Consiste num exame realizado por meio de um aparelho moderno, o qual permite a visualização de todo o intestino grosso (cólon) e, quando possível, da porção final do intestino delgado (íleo). Por meio dele, avalia-se o canal anal para diagnóstico de hemorróidas, fissuras e até tumores. Se necessário, realizam-se biópsias para auxiliar o diagnóstico de doenças. Também pode-se realizar tratamentos como a retirada de pólipos, tumores, dilatações de estenoses (estreitamentos).

Para evitar desconforto ao paciente, são administradas medicações sedativas através da veia antes do início do exame.

Após o exame você será conduzido para a sala de recuperação, onde ficará repousando por cerca de 30 a 60 minutos, tempo suficiente para despertar completamente. Um familiar ou amigo deverá acompanhá-lo até a sua residência. O médico lhe dará um atestado para dispensá-lo do trabalho se for o caso e você poderá alimentar-se normalmente após o exame.

Não esqueça de avisar o médico endoscopista se estiver fazendo uso de AAS (ácido acetil salicílico) ou anticoagulantes (medicações para “afinar” o sangue). 

A preparação do intestino é realizada com dieta e uso de laxativos especiais com o objetivo de limpar o intestino grosso para permitir sua melhor visualização. O intestino deve estar completamente limpo para que a colonoscopia seja realizada com sucesso, portanto siga as instruções corretamente ou avise ao colonoscopista que não as seguiu antes de realizar o exame.
Clique aqui e veja como deve ser feita a preparação deste exame.

 

  • Cromoscopia Digital

Quando se realizam os procedimentos de colonoscopia, a utilização da cromoscopia permite identificar principalmente lesões pequenas e sobretudo avalia as lesões suspeitas de malignidade.

É uma técnica associada à Endoscopia Digestiva para realçar detalhes que passariam despercebidos à observação por endoscópios convencionais. A Cromoscopia Química (baseada na instilação de corantes na mucosa) está bem estabelecida na história da endoscopia. Os equipamentos mais modernos, como o que possuimos no IGED,  realizam análise computadorizada dos diferentes aspectos da mucosa, sem a necessidade de instilar corantes. Este recurso é uma construção espectral de imagens que permite a visualização dos pequenos vasos e superfície mucosa.

 

A Cromoscopia Digital na Rotina da Endoscopia:
Os pólipos, pequenas lesões parecidas com verrugas, muito frequentes no intestino de adultos e idosos, podem ser pré malignos. Com a Cromoscopia Digital (geralmente associada à Magnificação de Imagem) é possível antecipar o diagnóstico histopatológico dos pólipos em tempo real, auxiliando o médico a adotar a melhor solução terapêutica. Também é utilizada de rotina no estudo do estômago e de lesões no Esôfago.

 

  • A Magnificação de Imagem

Nos últimos anos a Endoscopia Digestiva com Magnificação de Imagem e a Cromoscopia vem despertando interesse especialmente pelo diagnóstico precoce do câncer do aparelho digestivo.
Os videoendoscopios com magnificação de imagem são os que permitem ampliar uma imagem em até 40-150 vezes o seu tamanho original.

Esse procedimento revolucionou o diagnóstico endoscópico pela caracterização e classificação de lesões durante o exame, antecipando o diagnóstico anatomopatológico e permitindo a imediata ação terapêutica. A Magnificação amplia uma pequena área ou lesão da mucosa com zoom. Desta forma podemos remover lesões malignas e pré malignas.

 

  • Retossigmoidoscopia Flexível

O objetivo principal desse exame é avaliar duas partes do intestino grosso: o reto e cólon sigmóide. Para a realização do exame o reto deve estar limpo para que a visualização não fique prejudicada.

Para isso, é necessária uma lavagem intestinal que será realizada no IGED. Para evitar dor e desconforto ao paciente, são administradas medicações sedativas através da veia antes do início do exame. Não esqueça de avisar o médico endoscopista se estiver fazendo uso de AAS (ácido acetil salicílico) ou anticoagulantes (medicações para “afinar” o sangue).

Clique aqui e veja como deve ser feita a preparação deste exame.

 

  • Anuscopia

Consiste num exame rápido em que o médico introduz um pequeno aparelho para a avaliação do canal anal. Esse aparelho é feito de material acrílico, sendo então descartável.

Redes Sociais: